16 de nov de 2015

Resenha: O Despertar do Guardião


Titulo: O Despertar do Guardião - A saga da Legião Branca
Autora: Dáfne Freitas
Nº de páginas: 400
Editora: Novo Século
Classificação: 5/5

No pequeno planeta Gondorle o Capitão da Guarda Real, Héricles Adalberon, se vê diante de um dilema: manter-se ao lado do Rei e tentar proteger o reino, ou sacrificar sua carreira e manter a Princesa a salvo? Salvar o reino pareceria o mais óbvio, mas sua intuição lhe dizia o contrário. Teria que se aliar ao inimigo do reino nessa empreitada sem cabimento, e torcer para que seus propósitos fossem compreendidos.
A história inicia-se com uma decisão difícil, que reúne pela primeira vez os personagens de uma trama muito maior. Enquanto aprendem a trabalhar juntos e confiar uns nos outros, estreitam-se os laços entre eles. E quando uma força estranha desperta, num incêndio monstruoso, eles descobrem que há muito mais em jogo do que apenas a busca pela salvação do reino.
Uma narrativa envolvente e um enredo cheio de fantasia e mistérios. O Despertar do Guardião é apenas o início de uma aventura que desvendará os mistérios ao redor da Lenda de AVA, a Grande Legião Branca.

Héricles Adalberon, o Capitão da Guarda Real no pequeno planeta Gondorle, após a morte de seu pai, ele ocupou o seu cargo e se desempenha bastante para isso. Desde jovem conhecia a Princesa Si, foram criados praticamente juntos, como irmãos, o Rei Luca também lhe tinha como um filho.
Gondorle é governado pelo Rei Luca, nem todos estão felizes com o atual governo monárquico de Gondorle e existem grupos rebeldes que são contra a monarquia no planeta. E Héricles tem uma decisão dificil a tomar e ele decide sequestrar a princesa Si.

O livro tem uma trama complexa e com a leitura podemos perceber a personalidade de cada personagem, todos fascinantes e que têm seus destinos unidos mesmo contra suas vontades. Héricles Adalberon(o meu personagem favorito), é um homem leal e determinado e não pede esforços para salvar quem ele ama.

"É muito fácil ser um espião se você nunca for pego."

A narração é envolvente, nos prendendo a cada página lida, e nos fazendo sofrer com vários personagens. O livro é narrado em terceira pessoa o que é muito importante para a história, repleto de magia, laços de amizade e confiança, com uma pitada de romance, política, planos bem elaborados e mistérios.

Sobre o romance presente no livro, preciso explica-lo, ele é abordado sim mas como os personagens estão focados em um objetivo maior, que envolve todo um universo, eles lutam por essa responsabilidade e rezam para que tudo termine bem.

"- Exatamente como eu imaginei... - disse ela ainda de olhos fechados, saboreando aquele momento pelo qual esperou tantos anos.
- Você é boa roteirista - brincou ele."
O Despertar do Guardião é um livro tão bom que eu nem sabia por onde começar a minha resenha, são tantos pontos positivos, eu não conseguia parar de ler, um livro que tive que parar para respirar antes de ler os últimos capítulos, e que me deixou sofrendo a espera da continuação.

A Dafne fez tudo perfeito e incrível nesse livro desde cenários, personagens a um desfecho avassalador que deixa um gostinho de quero mais. Há um clima de pesar no livro, nunca se sabe se algo ruim vai acontecer na próxima página, o tempo todo, Dafne deixa o leitor apreensivo
O Despertar do Guardião é o primeiro livro da Saga da Legião Branca da autora nacional Dáfne Freitas, a escrita dela é incrível, agradável e cativante. Uma autora que dá vontade de ler tudo que ela escreve.

Com certeza esse livro vai para minha lista de favoritos, causando orgulho enorme em mim por saber que é um nacional. Aos que gostam de livros envolventes preparem a mente e o coração pois o livro é incrível.

Um comentário:

  1. Parabéns pela resenha. Pude observar que você é muito inteirada em livros de fantasia. Não leio muitos livros desse tipo, mas estou sempre aberto para indicações. Estou procurando mais histórias como essa ! Abs ;)

    ResponderExcluir