30 de mar de 2016

Resenha: Mariposa


Titulo: Mariposa 
Autor: Patrícia Baikal
Páginas: 293
Editora: Kiron
Classificação: 5/5
Um jogo de poder, política e corrupção se cruza com uma história de amor. Um jovem senador, Nicolas, se vê rodeado de grandes mistérios a partir do momento em que uma estranha mulher invade sua casa e lhe dá pistas para incriminar seu rival político.
Enquanto se envolve de uma forma apaixonante com esta mulher, de codinome Mariposa, Nicolas tenta desvendar os segredos de uma organização invisível aos olhos da sociedade, mas com grande poder de influência na política do país.



O livro Mariposa - Asas que mudaram a direção do vento é um livro com uma trama super envolvente que se passa em uma Brasília futurista. Onde, no meio de um cenário político, uma história inovadora de romance é gerada.

A história se passa em Brasília, em 2020, e nos apresenta Nicolas, um homem de 38 anos de idade que sempre sonhou em ser arquiteto, mas, o destino o conduziu à politica, tornando-o um senador justo, honesto, correto e que luta pelo fim da corrupção no Senado Federal. 

Em meio a esse mundo politico Nicolas acaba por fazer um inimigo, o senador Brassel, um homem corrupto e com uma  suja trajetória, responsável por lavagem de dinheiro, falsificações e golpes graves feitos à sociedade.

Nicolas então acaba por buscar justiça, tentando desmascarar Brassel e em meio a essa luta,Nicolas conhece então uma mulher de identidade misteriosa que auto se denomina como Mariposa.

A mulher passa a ajudar Nicolas contra Brassel ,para acabar com a terrível corrupção, e em meio essa aproximação Nicolas acaba se sentindo atraído pela "Maripousa " e a desenvolver um romance,porém para Nicolas... Quem será essa mulher? Qual a sua origem? Como ela sabe sobre os planos de Nicolas contra Brassel? Por que o procurou para ajudá-lo? E o mais importante poderá confiar nela??

A autora nos passa uma esperança de que um dia a nossa nação venha adquirir governantes honestos e corretos, que lutam para combater as corrupções implantadas.

O livro nos permite contemplar a ação, o romance e o mistério, não sendo somente política.
Um livro que nos prende, faz pensar e não querer mais parar  ler.

Nenhum comentário:

Postar um comentário