14 de abr de 2016

Resenha: O Garoto que tinha asas


Titulo: O Garoto que tinha asas
Autora: Raiza Varella
Nº de páginas: 408
Editora: Independente
Classficação: 5/5
Depois do conto de fadas protagonizado por Bárbara e Ian em O Garoto dos Olhos Azuis chegou a hora de conhecermos a história de outro casal encantado. Augusto Bittencourt, vulgo Monstro, é um renomado médico, dono de uma carreira sólida e do hábito de dispensar uma mulher atrás da outra sem piedade. Nunca se apaixonou e não acredita que um dia irá encontrar uma mulher interessante o suficiente para mudar esse fato. Mas o destino parecia pensar diferente, em uma madrugada fria ele presencia um terrível acidente de carro e conhece a garota sem nome. Uma garota que há muito tempo não sabe o que é ter um lar, se sentir segura e não precisar fugir de ninguém até que, em meio aos destroços, ela vê alguém correr em sua direção, um garoto que ela poderia jurar ter asas. Embora Augusto esteja muito longe de se parecer com um anjo, ele acaba por salvar a sua vida. Pela primeira vez, o médico de pouco humor e muito caráter terá que enfrentar e ir contra todos os seus princípios para cumprir uma promessa que não deveria ter feito e de quebra, quem sabe, se apaixonar. Em O Garoto que tinha Asas vamos descobrir se o príncipe encantado realmente vem montado em um cavalo branco ou se sua cor é o que menos importa em meio a uma singela releitura de A Bela e a Fera.



O Garoto que tinha asas é o segundo livro da trilogia Encantados da autora Raiza Varella, e quem acompanha o blog sabe que o primeiro livro O Garoto dos olhos azuis é um dos meus favoritos, e sua sequencia - O Garoto que tinha asas - não poderia deixar de ser também um dos melhores livros que já li.

Augusto, mais conhecido com monstro, é um médico renomado e relacionamentos para ele só duram uma noite, sempre vazio e tão frio, ele não esperava que ao presenciar um acidente de carro sua vida desmoronaria. Augusto sabe que não deveria se envolver, mas ele sente a obrigação de ajudar a moça que está ao volante.
"Aquele olhar foi o culpado de tudo que aconteceu em seguida."
A escrita é envolvente, nos prendendo a cada página lida, os capítulos são curtos fazendo com que a leitura seja leve e fluída. O livro tem medo, dor, segredos, suspense, romance e paixão.

No decorrer da trama notamos o amadurecimento de Monstro e da menina sem nome. Eu fiquei encantada por Monstro nesse livro.

A escrita da Raiza é maravilhosa, simplesmente incrível, quero ler tudo o que ela escreve desde lista de compras, postagens nas redes sociais, contos e livros.

A diagramação segue a perfeição da do Garoto I, com quotes no início de cada capitulo.

O Garoto dos olhos azuis me prendeu de uma forma que eu não conseguia parar de ler, então li ele em um dia. O livro é intenso, e me lembrou um pouco do meu amorzinho "No Escuro", realmente amei.

Um comentário:

  1. Ainda não li nada da autora, mas estou apaixonada pelas as capas dos livros.

    sonhoseaventurasdeamor.blogspot.com.br

    ResponderExcluir